A arte de integrar o feedback

Tempo de leitura: 2 minutos

Os seres humanos absorvem todos os possíveis estímulos e os combinam, ou seja, criamos nosso mundo subjetivo e individual. Neste momento, tal qual um recém-nascido, você está selecionando bilhões de impulsos de informação bruta para formar um mundo coerente.

O psiquiatra Daniel Siegel criou um termo técnico Sift (em inglês: peneirar, filtrar)

S  – Sensation (sensação)
I  – Image (imagem)
F – Feeling (sentimento)
T – Tought (pensamento)

Nada é real através desses canais:

Percebemos qualquer coisa como uma sensação (dor ou prazer, por exemplo), a imaginamos visualmente, temos um sentimento emocional e um pensamento sobre ela. Essa filtragem é constante.

Nenhum fóton de luz atinge sua retina, como ocorreria se você estivesse olhando um pôr do sol verdadeiro. Nenhuma luz excita seu córtex visual, que está submerso na mesma escuridão do resto do cérebro. No entanto, milivolts de eletricidade bombeiam os íons para frente e para trás ao longo dos neurônios, produzindo uma imagem cheia de luz e da série de associações com os outros poentes que você já viu.

Combinar os impulsos de informação para formar as imagens da realidade é um processo que atinge direto o nível celular, porque qualquer coisa que o cérebro faz comunica ao resto do corpo. Literalmente, quando alguém se sente deprimido, tem uma ideia brilhante ou pensa que está em perigo, as células participam. Tecnicamente o que ocorre é um ciclo de feedback que integra mente e corpo e o mundo exterior com um único processo.  As informações que chegam estimulam o sistema nervoso. Surge uma reação. A informação dessa reação é enviada para cada célula, e as células dizem que o que pensam disso.

Os bebês são perfeitas maquinas de feedback. Pode se aprender com eles o que significa integrar a realidade. Basta fazer conscientemente o que a natureza faz no cérebro do bebê.

Como integrar o feedback

• Mantenha-se aberto ao máximo de informações possíveis.
• Não bloqueie o ciclo de feedback com críticas, crenças rígidas e preconceitos.
• Não censure as informações que surgem negando-as.
• Examine os pontos de vista dos outros como se fossem seus.
• Tome posse de tudo em sua vida. Seja independente.
• Elimine bloqueios psicológicos como a vergonha e a culpa – eles influenciam sua realidade.
• Liberte-se emocionalmente – ser emocionalmente flexível é uma importante habilidade.
• Não guarde segredos – eles criam lugares escuros em sua psique.
• Esteja disposto a redefinir se a cada dia.

Não lamente o passado nem tema o futuro. As duas coisas trazem sofrimento através da dúvida.
Desde o nascimento, a natureza nos concebeu para acessar o mundo como um todo, e quando fatiamos a experiência em pedaços, a totalidade se quebra. De um modo ou de outro, você inevitavelmente cria uma realidade a partir do seu ponto de vista. Ninguém é perfeito capaz de integrar o mundo sem ser tendencioso.

Fonte : Super cérebro. de Deepak Chopra.

 


Andrea Rangel
Coaching. Tem o propósito de despertar o potencial de pessoas e a opção de se viver no campo das infinitas possibilidades expandindo o ser de forma integral.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *